A Arte do Futebol

segunda-feira, 7 de março de 2011

A Importância dos Alongamentos


Li há pouco no Sports Are 80 Percent Mental que os alongamentos antes do exercício não têm qualquer efeito de prevenção nas lesões. Durante a minha curta carreira de treinador, fui desenvolvendo a crença de que os alongamentos nos inícios dos treinos são uma perda de tempo dada a sua inutilidade na preparação para a actividade física, no entanto nunca tive nenhuma prova científica do facto pois os alongamentos são aquela actividade da qual todos especulam mas poucos têm certezas dos seus efeitos.

Antes de mais, preciso de referir que eu não confundo alongamentos com treino de flexibilidade, nem os efeitos dos alongamentos com a importância da flexibilidade.

Posto isto, de volta ao texto de Dan Peterson, baseado num estudo de Daniel Pereles apresentado no 2011 Annual Meeting of the American Academy of Orthopaedic Surgeons, onde se concluiu que os alongamentos não se afirmam como um factor de risco ou prevenção de lesões. Curiosamente, o mesmo estudo concluiu que se um atleta estiver habituado a alongar antes de correr, deixar essa rotina pode tornar-se num factor de risco de lesão, bem como alterar a rotina de alongamentos (passar a fazê-los de forma diferente). No fundo, o corpo humano não precisa de seguir receitas pré-concebidas por intelectuais para ter um rendimento óptimo. Nós temos uma capacidade fantástica de adaptação a tudo o que nos rodeia, bem como aos nossos comportamentos.

Apesar deste estudo ter sido feito com base em corredores recreacionais (foi isso que entendi do mesmo), podem-se tirar algumas conclusões para o futebol (ou qualquer outro desporto colectivo). Apesar de aparantemente não ser necessário alongar antes da parte principal do treino, aquilo que se sabe sobre metodologia de treino, em todo o mundo, ainda se baseia muito no conhecimento empírico, na transferência directa de conhecimento com base no exemplo, sem qualquer tipo de reflexão e como tal, não há quase nenhum futebolista que não esteja habituado a alongar na fase preparatória do treino. Portanto, segundo o estudo, fazer com que os jogadores deixem de alongar na fase inicial do treino irá resultar num aumento do risco de lesão portanto é importante que se avalie bem o contexto em que se está inserido antes de levar para a prática estas conclusões.

Apesar de eu ter rejubilado com o conhecimento deste estudo, na prática, como treinador, vou continuar refém do trabalho dos treinadores que trabalharam os jogadores antes de mim. Mas fica a ideia de dar mais liberdade aos jogadores nesta parte do treino e deixá-los realizar aquilo que os faz sentir confortáveis para a actividade, apelando ao sentido de responsabilidade dos mesmos.

NOTA: É importante ter em atenção que este estudo, como já referi anteriormente, foi feito com base em corredores e não futebolistas. A actividade física é algo demasiado complexo para que se possa relacionar directamente dois tipos de esforço completamente distintos. As conclusões tiradas por mim são apenas uma crença e carecem de um estudo científico que as comprovem.

2 comentários:

Zuanzico disse...

Descobri 'a pouco tempo a relação entre fazer alongamentos depois de exercício físico e o desaparecimento das dores habituais pós-desporto. É verdade que alongar depois do exercício previna a acumulação de ácido láctico nos músculos?
Obrigada
-Joana

Telmo Abreu Silva disse...

Boa noite Joana!

O alongamento depois do exercício facilita a remoção de ácido láctico dos músculos porque vai fazer com que as fibras se afastem e como tal, a circulação sanguínea é facilitada (e é através dos vasos sanguíneos que o ác. láctico vai ser removido).

Em relação às dores que se sentem após o exercício, não tenho a certeza da sua relação com os alongamentos mas duvido que ela exista (ou que seja sequer significativa). Tem tudo a ver com a intensidade e a habituação do nosso corpo a esse mesmo esforço, se formos fazer uma corrida de 5km depois de nos últimos 5 meses não termos corrido nada, não há alongamento que evite as dores musculares 2 dias após a corrida. Mas não descarto a hipótese de os alongamentos atenuarem as dores porque ainda não vi nenhum estudo que comprovasse o contrário.

Mas se souberes mais sobre o assunto, partilha ;)