A Arte do Futebol

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Porque não vemos as equipas do melhor campeonato do mundo a dominar a Europa?



Para quem tiver dúvidas, o melhor campeonato do mundo é a Premier League (Liga Inglesa), face à quantidade de estrelas a jogar e à competitividade interna, bem como o interesse que desperta a nível mundial. 

Como é natural, a Premier League tem das maiores receitas publicitárias do mundo do futebol (senão mesmo a maior) e como tal, os clubes têm um grande retorno dessas receitas. Se virmos os valores do ano passado, todos os 20 clubes da Premier League receberam pouco mais de 73.000.000€ (setenta e três milhões de euros), aos quais acresceram os valores relativos à classificação final (pouco menos de 1.700.000€ para o último classificado e 33.700.000€ para o campeão) e ainda os valores que variavam com a quantidade dos jogos em casa que eram transmitidos pela televisão. Posto isto, estamos a falar de valores que variam entre 88.635.107€ (Queens Park Rangers) e 134.958.507€ (Chelsea). Na Liga dos Campeões, uma equipa não podia ganhar mais que 37.400.000€ na época passada, valor que esta época subiu para 54.500.000€ (isto significa vencer todos os jogos, incluindo os da fase de grupos). É normal que com estes valores, as prioridades sejam sempre as competições domésticas, algo que é claro nas Liga Europa e que é compreensível na Liga dos Campeões, principalmente para as equipas que não sejam favoritas ao título.

E comparando aos campeonatos mais fortes na Europa, temos a Bundesliga com apenas 18 equipas (menos jogos por ano) e La Liga (Espanha) com 20 equipas mas um campeonato muito mais polarizado onde a diferença qualitativa das equipas de topo para as restantes é muito grande o que faz com que equipas como Barcelona e Real Madrid (eternos candidatos ao título europeu) possam fazer uma gestão da equipa direcionada para o sucesso na Liga dos Campeões ao contrário das equipas da Premier League que têm um campeonato muito mais competitivo e como tal dificilmente podem fazer poupanças, mesmo frente a equipas do final da tabela.

Desta forma, a ideologia das competições europeias pode induzir-nos em erro uma vez que não podemos comparar o valor de duas equipas quando as mesmas têm um contexto completamente diferente que as faz atribuir prioridades distintas à competição.

(O valor dos prémios monetários da Premier League foram calculados com a taxa de cambio do dia 20 de Novembro de 2015 - 1£ = 1,362948€).

Sem comentários: